Agenda da semana – 12 e 13/01

Notícias

Pensando em ajudar quem só fica em casa no final de semana, a SP In Foco resolveu montar uma pequena agenda cultural com o que de melhor acontece nesses dois dias descanso. Separamos um pouco de diversão, cultura, serviço e outras possibilidades. Divirtam-se! Ah…se vocês acharam que esquecemos de algo, só comentar ou mandar por email, estamos sempre abertos à sugestões.

Cultura

Centro Cultural Fiesp prorroga exposição “Rafael e a Definição da Beleza” até 13 de janeiro

Reunindo obras do ateliê de Rafael, de seus discípulos e contemporâneos, a exposição destaca o conceito de beleza atrelado ao percurso do artista, abrangendo desde os conceitos da Divina Proporção à Graça; para isso, conta com livros históricos, pinturas, tapeçarias, gravuras e objetos raros

Com curadoria de Elisa Byington e produção da Base7 Projetos Culturais, a mostra se antecipa às celebrações que marcam os 500 anos de morte de Rafael, em 2020. A exposição traz obras de grandes mestres do Renascimento de diversas coleções italianas como a Galleria Nazionale da Umbria e de Modena, a Galleria Borghese e o Palazzo Barberini de Roma, a Santa Casa e o Museo del Tesoro de Loreto, e o Museo Nazionale di Capodimonti de Nápoles. Conta também com obras inéditas da coleção Yunes, de São Paulo, da Fundação Eva Klabin, do Rio de Janeiro, e um conjunto de mais de 50 gravuras produzidas no ateliê de Rafael e seus discípulos que hoje integra o acervo da Fundação Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro.

Além das obras, a exposição conta com diversos recursos visuais que auxiliam o visitante a compreender o processo de elaboração dos trabalhos gráficos, como é o caso de O Massacre dos Inocentes, gravura influente e de elaboração meticulosa. Entre os destaques, uma projeção monumental de Escola de Atenas, seguindo a escala original da famosa pintura de Rafael que decora o salão Stanza della Segnatura, no Vaticano.

Organizada em oito seções, a mostra convida o público a um passeio pelo percurso criativo de Rafael e pelas mudanças que a ideia de beleza sofreu ao longo do Renascimento. A mostra tem início na seção intitulada A Divina Proporção, destacando as medidas exatas que orientavam a concepção da beleza à luz dos estudos tanto matemáticos, como o de Luca Pacioli, quanto artísticos, como os tratados de Vitrúvio e de Leon Battista Alberti. Esta seção aborda também a obra de Pietro Perugino, possível mestre de Rafael, que sobre ele exerceu forte influência estética durante parte de sua vida.

O percurso segue pela seção Virtudes da Imitação, que aborda o conceito de imitação como recurso fundamental ao sistema moral e estético do Renascimento. As obras dessa seção apresentam inúmeras referências ao mundo antigo, à natureza e ao próprio mundo das artes. Aqui o público conhece uma das discussões mais importantes da exposição: a imitação e a cópia não excluem a invenção e a originalidade, pelo contrário, instituem um sistema de referências e um clima de competição que vai caracterizar o ambiente renascentista.

A seção Idade de Ouro é dividida em duas partes. A primeira é a Escola de Atenas, famoso afresco de Rafael que decora a Stanza della Segnatura, no Vaticano. Executado entre 1508 e 1511, o afresco faz uma homenagem à Filosofia. A mostra apresenta uma projeção em tamanho real, em 5 por 7,7 metros, além da exibição digital de um cartão preparatório do afresco. A segunda parte trata da rivalidade entre Michelangelo e Rafael, representada pelos dois termos que intitulam a seção Terribilidade e Sprezzatura – em referência ao virtuosismo atormentado da arte de Michelangelo e à elegância e à harmonia da arte de Rafael, respectivamente.

A quarta seção Uma nova beleza marca a ascensão da maneira moderna, com a substituição da objetividade do pensamento matemático pela subjetividade do olhar artístico. A beleza feminina inaugura essa seção com três preciosas Madonas com menino, representantes da típica graça rafaelesca, e com La Perla di Modena, pequeno óleo sobre tela de Rafael, que traz a cabeça de uma mulher, revelando o sublime dos traços do artista. Vê-se também O Triunfo da Galateia, gravura de Marco Dente executada a partir do célebre afresco de Rafael destinado a decorar a Villa Farnesina, acompanhada por uma bacia em maiolica decorada com a mesma imagem.

Em Invenção e Execução aborda-se a importância do ateliê na produção e difusão das obras e da fama do artista. Neste segmento apresentam-se dois óleos dos célebres discípulos Giulio Romano e Perin del Vaga, além de diversas composições de Rafael gravadas pelas mãos de discípulos, como no caso da consagrada Batalha de Constantino, afrescada postumamente na parede do Vaticano.

Em um período anterior à criação da fotografia, a gravura foi essencial para a difusão do artista e sua obra entre seus pares, colecionadores e mecenas. Rafael compreendeu o papel de propagação do desenho gravado e isso logo tornou suas composições conhecidas por toda a Europa – este núcleo de gravuras produzidas no seu ateliê aparece no módulo Instrumentos da Fama.

A mostra conta ainda com um conjunto belíssimo de gravuras da Fundação Biblioteca Nacional, realizadas pela primeira geração de gravadores do artista, jovens assistentes que receberam os originais do próprio mestre ou de seus discípulos. Ainda que não fossem gravadas de próprio punho, as estampas eram marcadas pela inscrição Raphael Invenit – invenção de Rafael, em português -, artifício que distinguiu, pela primeira vez, o papel do gravador do papel do criador, a quem cabiam os direitos autorais e a propriedade da matriz. As gravuras de quase 500 anos despertam a curiosidade de especialistas em todo mundo e ainda são pouco conhecidas do público brasileiro, que terá essa grande oportunidade de vê-las.

O potencial propagandístico da gravura foi compreendido por Rafael através da gravura A morte de Lucrécia, presente na mostra, que Marcantonio Raimondi teria feito a partir de um desenho de seu mestre. O resultado final o surpreendeu e Rafael então passou a executar desenhos para serem gravados – a exemplo do processo de composição de Massacre dos Inocentes, presente na mostra por meio de reproduções luminosas dos desenhos preparatórios.

Uma seção direcionada à Fortuna das Tapeçarias demonstra a versatilidade da arte de Rafael e a diversificação das linguagens artísticas de sua obra quanto à influência exercida nas artes do Norte da Europa, para onde os cartões eram enviados para serem tecidos. Na mostra, encontram-se a tapeçaria com a cena da famosa Pesca Milagrosa, da série dos Atos dos Apóstolos, destinada a cobrir as paredes inferiores da Capela Sistina.

Por fim, o núcleo A Difusão da Maneira aborda a disseminação do estilo amadurecido por Rafael e estimulado pela presença de numerosos artistas em Roma e pela sucessiva diáspora destes artistas em razão do Saque de Roma em 1527. Nesta seção há tanto gravuras realizadas sob a inspiração de seus modelos, quanto três pinturas que sofreram influência do seu estilo, além do cartão para tapeçaria da coleção da Fundação Eva Klabin com o tema da Idade de Ouro, que se baseava em uma tapeçaria realizada por Rafael 100 anos antes.

Serviço:

Exposição Rafael e a Definição da Beleza – Da Divina proporção à graça

Período expositivo: até 13 de janeiro de 2019

Horários: de terça a sábado, das 10h às 22h e domingos, 10h às 20h

Local: Galeria de Arte do Centro Cultural Fiesp

Endereço: Avenida Paulista, 1313 – Cerqueira César (em frente à estação Trianon-Masp do Metrô)

Agendamentos escolares e de grupos: (11) 3146-7439 ou ccfagendamentos@sesisp.org.br

Grátis. Mais informações em www.centroculturalfiesp.com.b

CCBB São Paulo realiza mostra gratuita de cinema em parceria com o Instituto Cultural da Dinamarca

Entre os dias 9 e 21 de janeiro serão exibidos 16 títulos de premiados diretores e atores dinamarqueses.

Entre longas, documentários e infantil o público poderá assistir filmes que abordam temas como: arte, urbanismo, gênero, diversidade, política e sociedade.

Nos primeiros anos em que os filmes de ficção eram de longa-metragem, a Dinamarca foi um dos países mais influentes na Europa. Desde então, e através de seu instituto de cinema, o país seguiu dando forte apoio à produção e com o passar do tempo o país desenvolveu um modelo inovador que tornou sua indústria sustentável em toda a cadeia produtiva.

O público paulista tem a chance de assistir no CCBB São Paulo a mostra CineKlap – Dinamarca em Foco, uma seleção de 16 títulos selecionados pela curadora Tatiana Groff a convite do Instituto Cultural da Dinamarca. A mostra faz parte das comemorações de 10 anos de presença do ICD no Brasil e busca ampliar o conhecimento do cinema dinamarquês apresentando diversas gerações de cineastas e temas que vão de questões sociais /políticas da atualidade a filmes de arte, diversidade de gênero, arquitetura e urbanismo.

Na programação, há espaço para o documentário “O Show da Guerra”, de Obaidah Zytoon e Andreas Dalsgaard, que trata do conflito na Síria. “O filme captura o destino da Síria através da lente íntima de um pequeno círculo de amigos” observa a curadora.  Outro escalado é Afinal de Contas, que traz a premiada Trine Dyrholm vencedora do Urso de Prata de Melhor Atriz no Festival de Berlim de 2016.

Entre os destaques, o longa-metragem “O Conquistador” – estreia do diretor Milad Alami, que aborda o tema da imigração e questões diplomáticas. O filme saiu vencedor do prêmio New Voices/New Visions do Festival Internacional de Palm Springs, e do Prêmio Silver Hugo do Festival Internacional de Cinema de Chicago. E temas relevantes na atualidade, como arte e design com “Um Homem em Derrocada”, documentário que fala do artista dinamarquês Per Kirkeby, conhecido mundialmente. O filme foca no período de recuperação do artista após um acidente, e as reações em não reconhecer principalmente as cores.

A Dinamarca a uma referência em arquitetura e urbanismo, e a mostra exibe “Design para a Vida”, de Casper Høyberg, sobre a trajetória de Børge Mogensen, um dos principais designers dinamarqueses e aclamado mundialmente por suas criações, em especial seus móveis. E também o filme “Olafur Eliasson Espaço é Processo”, de Jacob Jørgensen e  Henrik Lundøef, que retrata a trajetória e o trabalho de Olafur Eliasson, artista dinamarquês reconhecido no mundo das artes, como alguém inovador e que busca criar instalações que mudem o espaço ao  redor e, assim, a mentalidade das pessoas que vivem nas cidades.

Painel

No dia 17 de janeiro às 19h15, a curadora Tatiana Groff aborda arte, cultura, urbanismo dentro de uma perspectiva internacionalista de equidade e diversidade no audiovisual dinamarquês.

SERVIÇO

CINEKLAP – DINAMARCA EM FOCO

Local | Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo

Data |  9 a 21 de janeiro de 2019

Endereço | Rua Álvares Penteado 112, Centro, tel (11) 3113-3651

Sala de Cinema (70 lugares) – Entrada franca com retirada de ingressos a partir de 1 hora antes da sessão

http://culturabancodobrasil.com.br/portal/cineklap-dinamarca-em-foco-2/

Estações Luz e São Paulo-Morumbi recebem atividades da 24ª edição do projeto Sesc Verão

Em uma parceria com o Sesc São Paulo, a ViaQuatro, concessionária responsável pela operação e manutenção da Linha 4-Amarela de metrô, recebe, entre janeiro e fevereiro de 2019, atividades da 24° edição do projeto Sesc Verão. A iniciativa oferecerá uma programação especial aos passageiros que passarem pelas estações Luz e São Paulo-Morumbi durante o período.

Nas estações será possível jogar rodadas do jogo Tóss, esporte praticado nos Estados Unidos, de fácil organização e que pode ser disputado em qualquer terreno, por pessoas de todas as idades simultaneamente. O intuito do jogo é acertar o alvo do oponente com pequenos sacos e cada vez que se acerta o alvo se consegue uma quantidade de pontos. Ganha quem pontua mais após uma determinada rodada de arremessos

Também estará disponível o jogo Skittles ou Chinquilho Finlandês, esporte de precisão que lembra o boliche, inclusive com regras muito parecidas, porém praticado com um pequeno bastão ao invés da bola e com 10 pinos em média. O esporte foi criado nos países nórdicos e foi considerado quase que extinto, até que em 1894 um fotografo finlandês registrou o jogo em alguns vilarejos. Depois disso, na própria Finlândia o jogo se reorganizou e hoje é um dos esportes de precisão mais praticados nesse país.

As atividades, abertas ao público e gratuitas, contarão com monitores do Sesc SP. O objetivo é levar aos passageiros conhecimento sobre a prática regular de esportes e atividades físicas, permitindo que identifiquem qual modalidade mais se encaixa em seu modo de vida.

A ação faz parte do “Sesc Verão” uma campanha de incentivo à prática de esportes e atividades físicas, realizada pelo Sesc SP, que conta com uma programação diversificada composta por aulas abertas, vivências, oficinas, bate-papos e, vivências com ídolos do esporte nacional, passeios ciclísticos, e muito mais.

Serviço

Estação Luz

8 a 11 de janeiro – das 10h às 16h

15 a 18 de janeiro – das 10h às 16h

Estação São Paulo-Morumbi

29 de janeiro a 1° de fevereiro – das 10h às 16h

5 a 8 de fevereiro – das 10h às 16h

MIS exibe projeto de conceituados diretores de cinema

O MIS exibe o piloto de Atrofia, série produzida pelos diretores de O Experimento, curta-metragem realizado pelo Núcleo Experimental de Cinema do MIS. A entrada é gratuita e após a exibição haverá um bate-papo com os diretores.

O piloto foi gravado em plena caatinga, no entorno de Petrolina (PE), no sertão nordestino. A composição climática e a vegetação contribuem para a construção do universo pós-apocalíptico da série. O primeiro episódio narra a tentativa de sobrevivência de Bia, uma pediatra corajosa que tentou alertar para a possibilidade da atrofia coletiva. Em meio ao caos, ela encontra muita voracidade, fome e violência pelo caminho.

A série foi dirigida por Geisla Fernandes e Wllyssys Wolfgang, os mesmos diretores do curta-metragem O Experimento (terror, 2016), que foi desenvolvido pelo Núcleo Experimental de Cinema do MIS. O curta recebeu prêmios e indicações nacionais e internacionais, compondo a lista de Melhores Curtas-metragens Paulistanos em 2016 e participou de festivais como Rio Fantastik, Petit Pavê e Curt’Arruda em Portugal.

Atrofia (12/01) – Sábado – 16 horas

Entrada franca

Av. Europa, 158 – Jardim Europa, São Paulo – SP, 01449-000 – Auditório MIS

DIVERSÃO

BOTECO TODOS OS SANTOS FAZ DRINK ESPECIAL DE GIN PARA O VERÃO

A bebida, que conta com licor de cereja, laranja e curaçao é uma excelente opção para os dias mais quentes do ano

Estamos na estação mais quente e esperada de todas: o verão. Buscando trazer sempre as melhores novidades aos seus clientes, o Boteco Todos os Santos traz um drink especial e refrescante: o Gin Sunset (a partir de R$ 27,90).

A novidade, criada com exclusividade pelo barman do estabelecimento, Bruno Luiz dos Santos Souza, estará disponível no cardápio apenas durante o verão, então os amantes de Gin devem aproveitar esta época do ano para degustar a especiaria.

Serviços:

Boteco Todos os Santos

Rua Aspicuelta, 585 – Vila Madalena

Preço: consultar

Cartões: Visa, Master, Elo, Amex e Dinner

Acesso para deficientes físicos

Música ao vivo

Ar condicionado e gerador de energia

Estacionamento: R$ 25,00

Reservas: (11) 2574-1157 ou reserva@botecotos.com.br

Consultar vésperas e feriados

www.botecotodosossantos.com.br

Shopping Eldorado oferece “PopHaus” para crianças, adolescentes e adultos

Até o dia 12 de fevereiro, a atração PopHaus, complexo de gigantes estruturas infláveis servirá de diversão para crianças, adolescentes e adultos. O espaço conta com sete opções de atividades que farão a criançada gastar a energia.

Dentre as atrações está um dos mais altos brinquedos infláveis do Brasil, o Free Jump, com salto em queda livre a 5 metros do chão. Outro sucesso é o Bubble Soccer, “Futebolha”, em que os participantes vestem uma bolha para entrar em campo. Além da mais clássica das batalhas, a Guerra de Cotonetes, que é sinônimo de diversão garantida.

Pop Haus

Data: 12/01 a 12/02

Horário: 10h às 18* (*horário da última turma)

Local:  Av. Rebouças, 3970 – Pinheiros, São Paulo – SP:  Estacionamento externo – átrio pinheiros

Faixa etária: confira a classificação indicativa de cada atividade

Preços:

Segunda a sexta-feira:

* R$ 30,00 (1 hora)

* R$ 40 ,00 (2 horas)

Sábado, domingos e feriado:

* R$ 40,00 (1 hora)

* R$ 45,00 (2 horas)

* Permitida a entrada de até 2 acompanhantes por pagante.

Existe um limite de 50 pagantes por turma. Depois da lotação a entrada somente é permitida conforme a saída dos participantes.

SERVIÇOS

Posto de vacinação no shopping Analia Franco

Nesta sexta-feira (11/01) e sábado (12/01) o Shopping Anália Franco promove vacinação contra a febre amarela. A ação será das 11h às 17h, no Piso Orquídea (atrás da loja Handbook), e estará disponível de forma gratuita.

A iniciativa se deu por meio de uma parceria com a Prefeitura de São Paulo, que se mantém em estado de alerta para a doença viral que afeta África e América do Sul. A vacina contra febre amarela requer apenas uma dose ao longo da vida e, após sua aplicação, a imunidade se dá entre dez dias e um mês.

Para ser vacinado recomenda-se estar com a caderneta de vacina e ter um documento de identificação.

Serviço

Vacinação contra febre amarela

Data: 11 e 12/01

Horários: 11h às 17h

Local: Shopping Anália Franco – Piso Orquídea

Endereço: Avenida Regente Feijó, 1739 – Tatuapé, São Paulo/SP

Prédio histórico no centro recebe inscrições para artistas ocuparem seus ateliês

O Red Bull Station promove a quarta edição do programa OCUPAÇÃO, que incentiva artistas e coletivos para ocupar espaços do prédio a fim de inspirar, conectar e transformar a energia criativa da capital paulista. O espaço de compartilhamento, vivência e intercâmbio de experiências oferece cinco vagas para artistas, coletivos, grupos de estudos, criadores, gestores e/ou produtores culturais utilizarem o edifício no período de 20 de fevereiro a 20 de março.

As inscrições para a OCUPAÇÃO #4 podem ser feitas até dia 20 de janeiro por meio do formulário disponível aqui. A seleção será realizada pela equipe do Red Bull Station, com objetivo de contemplar um grupo plural de participantes e projetos. Os selecionados devem ser atuantes nos campos de arte urbana, design e inovação social e seus nomes serão divulgados em 1º de fevereiro de 2019.

Em 2018, as três edições do programa OCUPAÇÃO receberam 360 inscrições. Na primeira edição, passaram os projetos AddWomen, CHRUA, Coletivo Ouvidor 63, Coletivo Abebé e Drag Therapy. De acordo com Flávia Redivo, do Coletivo Ouvidor 63, “a experiência de poder dividir as dificuldades e ter um suporte foi muito importante para evoluirmos ainda mais as nossas ideias e ações.”

Já a segunda edição do programa recebeu Coletivo Magenta, Festival A Todo Vapor, Filipe Grimaldi e Phenomenal Creative. O músico e produtor Rafael Lopes, do Festival A Todo Vapor, acredita que o Red Bull Station foi fundamental como espaço físico de convergências. “Durante o mês da ocupação, foi ali que o festival encontrou seu QG.”

Já os participantes da OCUPAÇÃO #3 foram os projetos Aprendendo a Errar, Coralina, Julie Dias e Maternativa. Segundo Ana Luiza Meigger, criadora desta última iniciativa ao lado da sócia Júlia Vianna, “sem esse apoio, talvez não tivéssemos enxergado o potencial do nosso trabalho e quão capazes somos.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *