Biblioteca de São Paulo é finalista de prêmio internacional da London Book Fair

A Biblioteca de São Paulo (BSP), da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, gerida pela organização social SP Leituras, é finalista do The London Book Fair International Excellence Awards 2018, na categoria Melhor Biblioteca do Ano. Na mesma categoria, concorrem bibliotecas de Oslo (Noruega), Aarhus (Dinamarca) e Riga (Letônia). O resultado será anunciado no dia 10 de abril, em Londres, durante a London Book Fair, uma das mais importantes feiras de livros do mundo, ao lado da de Frankfurt e Guadalajara.

O prêmio, oferecido em parceria com a Associação de Editores do Reino Unido (UK Publishers Association), celebra as melhores iniciativas internacionais na área do livro em 17 categorias: audiolivro, livraria, inovação editorial, iniciativa educacional, festival literário, publicação acadêmica, publicação infantil, tradução literária, inovação digital, entre outras. Para cada uma delas, há um júri composto por especialistas na área.

O material de candidatura da Biblioteca de São Paulo destacou os diferenciais do projeto e das atividades diárias, que transformaram a área onde anteriormente existia a Casa de Detenção do Carandiru em uma praça cultural, local de acolhimento e descobertas. Criada a partir do conceito de biblioteca viva, a BSP visa a valorização das pessoas e de seus saberes, além da troca de experiências.

“Além do trabalho de excelência que realiza, a Biblioteca de São Paulo acolhe o cidadão, seja ele um leitor assíduo, seja alguém que nunca pisou nesse tipo de ambiente e pode ter despertada a prática da leitura. A biblioteca é importantíssima para ambos. Essa indicação é um grande estímulo para todos nós e mostra que estamos trilhando o caminho certo”, afirma o secretário de Estado da Cultura, José Luiz Penna.

“Nossa missão, como biblioteca contemporânea, é de servir como uma praça cultural destinada ao encontro das pessoas e comunidades, à discussão e à criação de conteúdos. Essa indicação é o reconhecimento internacional do trabalho feito ao longo desses anos para oferecer à população uma biblioteca cidadã”, afirma Pierre André Ruprecht, diretor executivo da SP Leituras.

Sobre a Biblioteca de São Paulo

Inaugurada em 2010, a Biblioteca de São Paulo ocupa uma área de mais de 4 mil metros quadrados, dentro do Parque da Juventude. Com um acervo de mais de 43 mil itens, o espaço recebe anualmente cerca de 300 mil pessoas interessadas nas diversas atividades realizadas, que incluem leitura, oficinas, cursos, exibições de filmes e espetáculos. A Biblioteca oferece acervo de audiolivros, livros em Braille e equipamentos de acessibilidade, além de uma programação inclusiva, com atividades para todas as idades.

Para conhecer a programação cultural de todo o estado, acesse o site da Secretaria da Cultura do Estado –www.cultura.sp.gov.br.Acompanhe a Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo nas mídias sociais:

Facebook: /culturasp

Twitter: @culturasp

Instagram: /culturasp

Spotify: /culturasp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *