O “Zé da Farmácia” – Uma Pequena Lembrança do Vereador José Diniz

Uma das vias mais famosas da zona sul de São Paulo, a Avenida José Diniz, possui uma história de preocupação e de amor ao próximo praticamente única na cidade. Apesar de não existirem muitos registros, tudo remete ao famoso “Zé da Farmácia”, ou, oficialmente, José de Oliveira Almeida Diniz.

Contam os registros que ele possuía sua farmácia próxima à Rua Adolfo Pinheiro e que era extremamente querido e respeitado pela população do então município de Santo Amaro. Ele acabaria sendo vereador em 1948, ficando até o ano de 1951 na vereança. Ele seria o responsável por diversos cargos públicos, como a secretaria municipal de higiene e, novamente, vereador em 1972.

Sua maior característica era a bondade com que tratava a população. Dono de uma bondade única, Diniz não hesitava e não negava nenhum tipo de ajuda, principalmente remédios, a quem precisasse. Ele foi um contemporâneo de Roque Petroni Júnior, também farmacêutico, e grande figura da época.

Os dois, acrescidos de Roque Petrella, tinham o hábito de ir de casa em casa, principalmente de seus clientes, saber da saúde das pessoas daquela casa e oferecer ajuda, caso fosse necessário. O famoso “Zé da Farmácia” acabaria falecendo na tarde de 5 de Janeiro de 1973, de infarto em sua farmácia.

13 comentários em “O “Zé da Farmácia” – Uma Pequena Lembrança do Vereador José Diniz

  • 7 de janeiro de 2016 em 00:07
    Permalink

    saudades conheci jose dinia ele amava seu px

    Resposta
  • 7 de janeiro de 2016 em 20:52
    Permalink

    Conheci o Zé da Farmácia (rua Cap.Thiago Luz). Era realmente um homem muito generoso. Eu mesmo tive uma grande experiência com ele. Creio que em 1948/49, ao brincar com uma seringa (usavam para lavagem), cheia de álcool, a espremi no fogo do fogaozinho de carvão, quando as chamas atingiram meu braço, causando uma queimadura de 2 ou 3 grau. Minha mãe me pegou, saímos correndo até a farmácia do Zé. Ali fui medicado. Recordo-me perfeitamente quando o Zé disse à minha mãe, a senhora não me deve n

    Resposta
    • 13 de janeiro de 2016 em 16:31
      Permalink

      Bela história! Bom saber que São Paulo, ao menos em algumas ruas, homenageia aqueles que merecem. Obrigado pelo comentário!

      Resposta
  • 7 de janeiro de 2016 em 21:49
    Permalink

    (Concluindo). A senhora não me deve nada.Nessa época, eu morava na Rua Campos Sales (atual Mario Lopes leão)..Conheci também seu filho Zezito. Muito querido pelos santamarenses.

    Resposta
    • 14 de junho de 2020 em 01:16
      Permalink

      Zezito q montou uma comitiva , grande zezito ! Amigo da família.

      Resposta
  • 24 de setembro de 2016 em 23:52
    Permalink

    Por volta do ano de 1950, meu irmão de + ou – 8 anos, havia caído de uma arvore e sofreu um ferimento profundo na cabeça. Eu o levei na farmácia do Zé da farmácia. Ele fez uma raspagem do couro cabeludo do meu irmão e um curativo de tamanho razoável, com muitos pontos. A farmácia era na alameda Santo amaro. Voltamos lá 15 dias depois pra tirar os pontos e ele nada cobrou por esse atendimento. Ele era o vereador José Diniz.

    Resposta
  • 22 de agosto de 2017 em 13:51
    Permalink

    Que coincidência! Outro dia ainda minha mãe (santamarense) comentou sobre o Zé da Farmácia e eu achei a história curiosa (ela, inclusive, tem marcas no queixo de pontos dados por ele….porque ela não parava quieta para deixá-lo fazer seu trabalho rsrsrs)

    Resposta
  • 25 de janeiro de 2018 em 17:04
    Permalink

    O José de Oliveira Almeida Diniz foi também sub prefeito em Santo Amaro, entre 1956/1957.
    Gostaria de saber mais sobre sua atuação na sub prefeitura de Santo Amaro. Não o conheci,
    mas conheci seu irmão Geraldo, ” o praça,” morto recentemente, com o qual conversei várias
    vezes . Ele falava sobre a participação deles nas Romarias.

    Resposta
  • 20 de agosto de 2018 em 20:48
    Permalink

    Exemplo de Amor ao próximo…Nasci 4 anos após sua morte,mas meu pai até hoje fala que ele era muito caridoso…Um verdadeiro político.

    Resposta
    • 23 de outubro de 2018 em 00:18
      Permalink

      Agradeço a todos pelas palavras de carinho escritas aqui para meu avô, José De Oliveira Almeida Diniz, popular Zé da Farmácia e meu pai José de Oliveira Almeida Diniz Junior, famoso Zézito eu tenho muito orgulho deles…… e do meu também querido tio Pracinha, Geraldo de Oliveira Almeida Diniz.

      Resposta
  • 23 de outubro de 2018 em 00:16
    Permalink

    Agradeço a todos pelas palavras de carinho escritas aqui para meu avô, José De Oliveira Almeida Diniz, popular Zé da Farmácia e meu pai José de Oliveira Almeida Diniz Junior, famoso Zézito eu tenho muito orgulho deles…… e do meu também querido tio Pracinha, Geraldo de Oliveira Almeida Diniz.

    Resposta
  • 26 de janeiro de 2019 em 20:06
    Permalink

    Trabalhei mais de doze anos na farmácia conheci toda família comecei em 1961 na alameda. Meu nome jorginho.

    Resposta
  • 28 de janeiro de 2019 em 16:13
    Permalink

    Minha mãe , Floripes dos Santos Furtado e o meu pai José Furtado , como bons santamarenses . Também contavam com a amizade e generosidade do Sr Zé da farmácia. Sempre comentavam como podia contar com atendimento atencioso.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *