O Memorial Da América Latina – Um Espaço de Niemeyer

A cidade de São Paulo possui um gigantesco núcleo para discussões e conhecimento das várias áreas de cultura, política e lazer. Localizado no bairro da Barra Funda, o Memorial da América Latina foi fundado em 18 de março de 1989.

O edifício, arquitetado por Oscar Niemeyer, está localizado em uma área total de 84.482 metros quadrados de extensão. Além de Niemeyer, outra grande figura da cultura nacional ajudou na consolidação desse projeto. Para o planejamento cultural, foi chamado o antropólogo Darcy Ribeiro, árduo defensor da causa da integração latino-americana. Esta instituição de caráter público, independente, está ligada à Secretaria de Estado de Relações Institucionais.

A estrutura do Memorial é dividida em diversos prédios, posicionados em duas esferas que são conectadas por uma passarela. Todo o complexo tem, aproximadamente, 25.210 metros quadrados de construção, que engloba: o Salão de Atos, a Biblioteca Latino-Americana, o Centro de Estudos, a Galeria Marta Traba, o Pavilhão da Criatividade, o Auditório Simón Bolívar, o Anexo dos Congressistas e o Parlamento Latino-Americano.

Um dos mais significativos símbolos do memorial esta localizado na Praça Cívica. Trata-se de uma escultura moldada em concreto e conhecida como ‘A Grande Mão’. No Salão de Atos Tiradentes, é possível encontrar seis painéis que discorrem sobre a história da colonização desta fração do continente. O Auditório Simon Bolívar é célebre por ter recepcionado, desde sua inauguração, líderes do porte de Bill Clinton, Fidel Castro e Hugo Chávez, entre outros.

Memorial_da_América_Latina_Mão

A Biblioteca conta com o maior patrimônio literário sobre a temática latino-americana; o leitor tem a sua disposição, para consulta local, aproximadamente 30 mil livros. O Pavilhão da Criatividade Popular Darcy Ribeiro, apresenta uma maquete com cerca de mil artefatos de pequeno porte, elaborada pelos artistas Gepp e Maia. Nela estão situadas as regiões turísticas mais significativas do continente latino-americano e também passagens da literatura destes países. Neste recanto está igualmente exposta, permanentemente, sua arte popular.

Neste complexo está localizado inclusive o Anexo dos Congressistas, reservado para eventos acadêmicos, diplomáticos e breves exposições e a Galeria Marta Traba de Arte Latino-Americana, instituída em 1998, igualmente elaborada por Oscar Niemeyer. Diversos shows e concertos já foram realizados ali, entre eles, os de Luciano Pavarotti e da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, que fez deste espaço sua sede por muito tempo.

Aí também tiveram origem a Universidade de Música e a Orquestra Jazz Sinfônica. O Memorial recepciona constantemente grupos organizados para visitas gratuitas, guiadas por monitores especializados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *