O Centro Do Conhecimento de São Paulo – O Surgimento da Cidade Universitária

O local onde está instalada a cidade universitária, referência de ensino superior na cidade de São Paulo, já foi classificado como um bairro deserto, no meio do mato. Essa era a impressão que o bairro do Butantã, nos anos 30, passava aos paulistanos.

A cidade, como era de se esperar, ficou chocada quando o governo do estado, através de uma comissão de estudos, escolheu aquele local para a implantação de faculdades da Universidade de São Paulo. Ali ficava a fazenda Butantã, uma “ilha” de sobriedade em meio à metrópole que crescia cada vez mais. Apesar disso, o local era considerado longe, já que ficava a dez quilômetros de distância do centro da cidade.

Plano Geral da Cidade Universitária em 1943.

O dia 15 de fevereiro de 1944 seria histórico para a entidade. Na ocasião, foi realizada uma grande cerimônia de lançamento da pedra fundamental da Cidade Universitária. Tal evento foi conduzido por Fernando Costa, o então interventor federal de São Paulo.

“Nesta manhã chuvosa, parece que as águas se infiltraram nas terras de Piratininga como um poderoso vitalizante que há de fomentar ainda mais a nossa produção. Do mesmo modo, do marco que hoje plantamos, nascerá o esplendoroso futuro desta universidade”, disse em discurso registrado no Estadão.

Os primeiros departamentos de ensino começaram a chegar ao novo campus no meio da década de 40. O Instituto de Pesquisas Tecnológicas foi a primeira escola a funcionar plenamente nas novas instalações da Cidade Universitária Armando de Salles de Oliveira. A cidade sofria com problemas financeiros e, diversos adiamentos e falta de verba acabaram diminuindo vertiginosamente o ritmo das obras. Assim, outras especialidades só viriam a ocupar, de fato, a área na década de 60, assumindo a configuração de Universidade que conhecemos hoje.

Algumas Especialidades e Suas Aulas Inaugurais

A reitoria da Cidade Universitária, antes da liberação do espaço na Cidade Universitária, ficava na Rua Helvétia. Ela possuía sete divisões distintas, como: Contabilidade, Tesouraria, Pessoal, Gabinete do Reitor, Secretaria Geral, Consultoria Jurídica e Biblioteca. A mudança para o novo edifício da Cidade Universitária começou em abril de 1961.

O departamento da Politécnica, um dos mais importantes da instituição, teve duas sedes antes da Cidade Universitária. O primeiro centro de ensino foi no Solar do Marquês de Três Rios e o segundo o edifício Paula Souza. O curso ficaria ali até a década de 60, quando ocorreu a mudança final à sede atual.

Outro importante departamento, o da Faculdade de Medicina, passou a integrar a Cidade Universitária no dia 25 de janeiro de 1934, através do Decreto 6.283. Contudo, apesar da área acadêmica ficar na Cidade, as aulas práticas de cirurgia e clínica, continuaram a ser ministradas na Santa Casa de São Paulo, até 1944, quando foi inaugurado o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *