O piso de São Paulo: a história de Mirthes dos Santos Pinto

Além dos famosos “pisos de caquinho”, que postamos recentemente aqui no site, encontramos um novo tema que é relacionado e, com certeza, faz parte da memória de todos que vivem e já passaram por São Paulo. Trata-se do famoso mapa estilizado do Estado de São Paulo.

Iniciativa que existe nas ruas da cidade desde 1966, essa ideia concebida pela artística plástica Mirthes Bernardes, que na época usava o nome de solteira, Mirthes dos Santos Pinto. Naquele ano, o então prefeito de São Paulo, o famoso Faria Lima, organizou um concurso para escolher um novo modelo de calçada para a cidade. Uma das primeiras vias a receber os novos ladrilhos foi a Avenida Amaral Gurgel. Mas, talvez, o local mais emblemático desse piso seja a Ipiranga com a São João, ponto histórico de São Paulo.

Homenagem que Mirthes recebeu, em 1972, pelo seu trabalho

Diz a história que quatro amostras foram selecionadas para a final e, para que a população escolhesse, elas foram colocadas em um trecho da Rua da Consolação. Por voto popular, a ideia de Mirthes foi a vitoriosa. A ideia da profissional fez tanto sucesso que a estampa foi utilizada em sandálias, biquinis, sacolas, etc.

Rascunho da famosa calçada

Apesar do grande sucesso, Mirthes nunca ganhou nenhum real com o projeto. Como explicou ao site Perfis Paulistanos (http://perfispaulistanos.wordpress.com ), ela chegou a contratar advogado para ir atrás dos direitos autorais, mas desistiu porque o processo seria muito caro.

Desenho de Mirthes, com as orientações de como montar a calçada

Referências:http://www.saopaulo.sp.leg.br/apartes-anteriores/revista-apartes/numero-6-marco-abril2014/cobranca-justa/

https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2015/06/1648689-era-uma-vez-paulistanos-que-resistem-ao-tempo.shtml

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *