Uma Lembrança de Guerra – O Edifício Ouro Para O Bem de São Paulo

Especial 1932 História de São Paulo

A cidade de São Paulo passou por um momento muito difícil no ano de 1932 com a terrível e violenta revolução que aconteceu naquele ano. Para não entrar em maiores detalhes, São Paulo se organizou para lutar contra todo o Brasil em busca da Constituinte que, mesmo com nosso estado derrotado, acabaria acontecendo.

Contudo, algumas homenagens ao estado e aos heróis daquelas batalhas permanecem vivas até hoje na cidade de São Paulo. Um dos grandes exemplos disso é o Edifício Ouro Para O Bem de São Paulo, no centro.

Durante a “preparação” para a guerra, São Paulo recorreu aos seus cidadãos para que fossem doadas joias e dinheiro para prover o exército do que fosse necessário. Muitas pessoas, que não tinham o que doar, acabaram doando suas alianças para a causa.

Ouro para o bem de São Paulo
Ouro para o bem de São Paulo

Por outro lado, as famílias mais ricas, doaram joias de ouro maciço e, até mesmo, peças cravejadas de pedras preciosas. Tudo pelo bem do Estado. Os que aderiam à campanha recebiam um certificado com a inscrição “Doei ouro para o bem de São Paulo” ou um anel de metal com esta frase gravada.

O Fim Da Revolução E A Construção do Edifício

Com o fim do movimento armado de 1932, grande parte dos recursos arrecadados acabaram não sendo utilizados. Pensando impedir que o governo central do Brasil se apossasse desse dinheiro, o comando das forças militares paulistas doou os valores à benemérita Santa Casa de Misericórdia que, com de posse desses recursos, construiu um prédio retratando a bandeira paulista, no Largo da Misericórdia, no coração da metrópole.

Placa - Ouro Para o Bem de São Paulo

A escolha da instituição, inclusive, foi feita com base em toda a ajuda que os combatentes receberam da Santa Casa que, durante as batalhas, não hesitaram em socorrer os feridos e evitar que houvesse um número de mortes ainda maior. Além disso, seu hospital era o hospital oficial da Revolução e muitos de seus médicos, enfermeiros e funcionários seguiram para frente de batalha.

Um concurso foi criado em 1935 para eleger o melhor projeto para o edifício. O projeto vencedor foi o de uma estrutura representando uma bandeira paulista tremulando, apresentada pelo Severo & Villares Cia Ltda – Escritório Técnico Ramos de Azevedo.

Diploma - Ouro Para o Bem de São Paulo

O edifício registra um dos maiores e mais respeitados símbolos da guerra dos paulistas: a Bandeira de São Paulo. O prédio possui 13 andares representando as 13 listras da bandeira paulista. O mastro, representando as alianças doadas, foi decorado com um capacete constitucionalista. E o edifício recebeu o nome de “Ouro para o bem de São Paulo”.

Para mais informações sobre esse período de 1932, recomendo site Tudo Por São Paulo do qual, inclusive, algumas imagens foram retiradas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *