O Prefeito de Dois Meses – José Cardoso de Mello Neto, o Sétimo Governante de São Paulo

O sétimo prefeito de São Paulo teve um mandato relâmpago na nossa cidade. Ficando no cargo por pouco menos de dois meses, entre 24 de outubro e 5 de dezembro de 1930, José Cardoso de Mello Neto, não teve muito tempo para grandes realizações.

Nascido na capital paulistana no dia 19 de julho de 1883,  Mello Neto estudou na Escola Complementar, que era uma instituição anexa à Escola Normal da Capital de São Paulo. E, logo aos 16 anos, foi professor do Grupo Escolar Bela Vista.

Com 18 anos se matriculou na Faculdade de Direito de São Paulo e, em 1906, recebeu o bacharelado em Ciências Jurídicas e Sociais. Em 1917, fez concurso para professor substituto da quinta seção, nas cadeiras de Direito Administrativo e Ciência da Administração e Economia Política e Ciência das Finanças.

Classificado em primeiro lugar, foi nomeado lente substituto em outubro do mesmo ano, recebendo também o grau de doutor em Direito. Anos mais tarde, em 1920, foi nomeado professor catedrático de Economia Política e Ciência das Finanças.

Em 1941, foi nomeado diretor da Faculdade de Direito de São Paulo e em novembro de 1953 foi-lhe conferido o título de professor emérito da mesma Faculdade.

A Atuação Política

Mello Neto foi um advogado militante e um dos fundadores da Liga Nacionalista e do Instituto da Ordem dos Advogados de São Paulo.

No campo político, foi membro fundador do Partido Democrático em 1926; ocupou em 1930 o cargo de prefeito da capital de São Paulo e foi deputado constituinte em 1934. Em 1936, liderou a bancada do Partido Constitucionalista, vindo do Partido Democrático na Câmara Federal e foi governador do Estado de São Paulo em 1937.

Enfrentou, em toda a sua gestão, forte oposição por parte do Partido Republicano Paulista – PRP, uma vez que pertencia ao PD (Partido Democrático).

José Cardoso de Mello Neto
José Cardoso de Mello Neto

Pouco antes de deixar o governo, em março de 1938, assinou ato criando o Departamento Central de Estatística do Estado de São Paulo. Foi deputado federal de 1946 a 1951. Entre a política e a vida empresarial, foi fundador e presidente do Banco Mercantil de São Paulo e presidente da Tecelagem Pirassununga.

Mello Neto faleceu no dia 20 de julho de 1965.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *