A curiosidade dos presidiários na Estrada Velha de Campinas

A atual “Estrada Velha de Campinas”, conhecida inicialmente como “São Paulo – Jundiahy”, é uma importante rota de “fuga” dos motoristas que não querem pagar os pedágios das Rodovias Anhanguera e Bandeirantes. O nome oficial da via é Rodovia Tancredo Neves (SP-332), e sua grande curiosidade fica por conta dos primeiros 32 quilômetros de extensão.

Esse trajeto foi aberto graças ao trabalho braçal de vários condenados pela justiça. Por lei, a contratação e utilização dessa mão de obra estava aprovada desde 1913, em projeto assinado pelo então deputado Washington Luís.

Seu traçado, em São Paulo, começa na região de Pirituba, passando por Taipas e Perus. O trecho São Paulo – Jundiaí foi concluído em 1921 quando, segundo estimativas, tínhamos pouco mais de três mil carros de passageiros e 100 caminhões. Pouco depois, ela foi alongada até Campinas e, posteriormente, até Ribeirão Preto.

Por muitos anos ela ficou esquecida e, só em 2011, ao custo de mais de R$118 milhões ela foi reformada e modernizada. Mais do que a curiosidade histórica, trazemos para vocês um compilado de fotos “esquecidas” dessa construção. Localizada em uma publicação de 1919, separei as melhores imagens e deixei o link de referência no final do texto.

Também recortei alguns pontos de “curiosidade’ do processo de construção da via, como uma mensagem do governador à Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) e uma nota do Correio Paulistano, em 1918, descrevendo uma “evasão de presos”.

Divirtam-se.

(português original) Os sentenciados trabalhando na construcçao da estrada, vendo-se alguns carroceiros transportando a terra do córte
Mensagem do governador do estado à Assembleia sobre a construção da estrada
Em 1918, houve evasão de presos

Referência: https://sao-paulo.estadao.com.br/noticias/geral,apos-reforma-estrada-velha-de-campinas-vira-rota-de-fuga-de-pedagios-imp-,783347

http://memoria.bn.br/DocReader/873489/1798

http://memoria.bn.br/DocReader/186856/252

http://memoria.bn.br/docreader/830453/805

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *