Disputa de egos ameaça reabertura do Museu do Ipiranga

O Secretário especial de cultura do Governo Federal, Mário Frias, criticou o governador do Estado de São Paulo, João Dória, na última semana, por declarações sobre os recursos utilizados na restauração do Museu do Ipiranga. Em uma rede social, Frias se referiu ao governador como uma “farsa patética” e deu a entender que pode dificultar a reabertura do museu ano que vem. Importante lembrar que o Museu do Ipiranga está fechado desde 2013.

“O sujeito é uma farsa patética. Não vou discutir com alguém que mente patologicamente. Faz assim, tenta inaugurar a obra sem a minha permissão. Irei aplicar a punição prevista, reprovando as contas da reforma, forçando a devolução de todo investimento. Vai lá, tente inaugurar”, escreveu o secretário, ao comentar um tuíte do governador.

O comentário de Frias foi feito sobre uma postagem do governador datada do dia 31 de agosto. Na ocasião, João Dória Doria anunciou o início da contagem regressiva para a reabertura do Museu do Ipiranga, programada para setembro de 2022 ano do bicentenário da Independência. Em vários veículos de imprensa, notas foram publicadas sobre o incidente envolvendo as duas autoridades.


Ao portal UOL, o governo de São Paulo reiterou que o projeto de reforma do Museu do Ipiranga recebeu investimento direto da administração estadual, da USP, da prefeitura de São Paulo e de empresas, além de recursos incentivados via Lei Rouanet (Lei de Incentivo à Cultura), e disse que as declarações de Mario Frias “não merecem comentário”. O secretário não se manifestou.


Entretanto, apesar das ameaças de Mario Frias, a própria Secretaria Especial da Cultura cita o bicentenário da Independência do Brasil como data para reabertura do Museu do Ipiranga.

Não é comum que eu faça publicações desse tipo, mas o cuidado com nosso patrimônio histórico/cultural é importante para que não percamos as poucas memórias que ainda temos preservadas. Independente de quem investiu, queremos o nosso museu de volta e bem cuidado. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *