A história da medicina nas paredes do Hospital Santa Catarina

Quem passa pela Avenida Paulista a pé, vindo da Rua Bernardino de Campos, sentido Consolação, não consegue deixar de reparar em uma série de painéis de bronze que ficam na lateral do Hospital Santa Catarina. 

Inaugurados em 2002, são 24 obras feitas em bronze 2,10 m por 1 mt cada e medalhões de 0,70 m. A ideia do projeto foi de Marco Ulgheri, que teve ajuda de Dr. Aloe para fazer a pesquisa e os poemas são de Eduardo Cury. A fundição das obras foi feita por Diego Ortega.

Segundo o site oficial de Ulgheri, a obra explora o fenômeno da arte e ciência médica como intervenção humana no ciclo natural da vida e da morte. Do painel 1 ao 14, o artista conta a história da medicina antes de 1900. Do 15 em diante, é o desenvolvimento da medicina no século XX. No meio disso tudo, a Fundação do Hospital Santa Catarina.

Confesso para vocês que sempre fiquei curioso sobre o que cada painel dizia. Abaixo, o significado de cada um deles, bem como as poesias que os acompanha.

1 – MEDICINA E VIDA PÓS-MORTE

Os limites da vida ultrapassam a morte e é preciso cuidar da vida no pós-morte tanto quanto da terrena.

Nossa vida além da morte / Merece mais que uma prece / Na procura de outro norte

2- MEDICINA TRIBAL

A participação da comunidade para a cura do indivíduo, a força das ervas, da música e do poder da hipnose

Só no grupo está a força / Quase falha no indivíduo / Que unido se reforça

3- MEDICINA E ESTADO

O código de Hammurabi reconhece oficialmente e regulamenta pela primeira vez a profissão de médico prevendo gratificações e penalidades.

Que se fie pela regra / Aquele que nos ampara / Com o zelo a que se entrega

Da direita para esquerda, os painéis 1, 2 e 3.

4- MEDICINA CLÍNICA

O doente constitui o problema central para a busca da cura da doença e não a teoria que dela se faz.

Com palavras e silente / Silenzia a dor de quem / Já é mais que paciente

5- ENCICLOPÉDIA DA MEDICINA

A primeira enciclopédia da medicina – Cicero medicorum – busca a ordem e a classificação das curas e das doenças.

Organizado no mundo / Reconhecido o legado / Vê-se ampliado o conjunto

6- MEDICINA E RELIGIÃO

As doenças: sendo a causa o pecado, a cura era a oração, o jejum, o arrependimento

Só a luz dia após dia / Outra falta além protege / Qual humana estrela guia

Da direita para a esquerda, os painéis 4, 5 e 6.

7- ANATOMIA

Estudo do corpo humano através da observação do interior de corpos dissecados, abertos e seccionados. Primeiro Atlas anatômico.

Estuda o ser do começo / Mantendo os olhos abertos / Na viagem pelo avesso

8- DESCOBERTA DA CIRCULAÇÃO PULMONAR

Lado a lado no pulmão / Todo o ar que se renova / Em constante oposição

9- DESCOBERTA DA CIRCULAÇÃO DO SANGUE

Na veia a seiva da vida / Em cada parte do todo / É materia rediviva

Da direita para a esquerda, os painéis 7, 8 e 9

10- MICROSCÓPIO

A exploração do microcosmo ajuda a descobrir os organismos invisíveis que povoam o mundo e causam doenças e infecções.

Mais que o limite visível / O percebido no micro / Divisa o macro impossível

11- MICRÓBIOS E BACTÉRIAS

Descobertas das vacinas contra a raiva, o cólera, a varíola, e muitas outras.

Na defesa do invasor / Alerta todos os sentidos / Na saúde ou na dor

12- TEORIA DA EVOLUÇÃO

A descoberta de adaptações das espécies ao ambiente põe em dúvida a “nobre” filiação humana. Nasce a genética.

Evolui o pensamento / Numa espécie de retorno / Visionário tempo adentro

Da direita para a esquerda, os painéis 10, 11 e 12.

13- ANESTESIA

Preocupação com a questão da dor do paciente durante as cirurgias e os tratamentos.

Sensação de dor ausente / Traduzida num torpor / A negar a dor que sente

14- ANTISSEPSIA

O risco de infecções durante e após a cirurgia depende do ambiente, e não somente do contato direto com as impurezas.

Consciente o ser humano / Recupera o ambiente / Com ciência ano a ano 

Da esquerda para a direita, o soro e a anestesia

15 – FUNDAÇÃO DO HOSPITAL SANTA CATARINA

Irmã Beata Heinrich, com o apoio do Dr. Walter Seng e Dom Miguel Kruse

16- SORO

A cura do veneno vem da elaboração dele próprio.

Que se cure no final /Do veneno quem se pôs / À mercê do antigo mal

Da esquerda para a direita: Sanitarismo e antissepsia.

17- RAIO-X

A pesquisa no campo da eletrônica fornece ouras formas de enxergar o mal. Abre-se o caminho para o ultrassom e a ressonância magnética.

Expõe a radiografia / O registro fotográfico / Que revela o novo dia

18- ANTIBIÓTICO

A indústria química fornece outras armas contra o mal. A revolução causada é sentida como a “nova era” dos medicamentos.

A tese que leva à síntese / Mistério da morte em vida / Explica-se na antítese

Da direita para a esquerda, painel 17 e 18

19- PSICANÁLISE

Outras explicações são dadas e outros procedimentos são adotados para doenças até então sem esperança de cura.

O que na mente se oculta / Não aporta só no espaço / Como um traço que se furta

20- TRANSPLANTE

A cura pelo transplante de órgãos alheios revoluciona a visão da medicina e introduz o conceito de homem “biônico”.

Transplantando mecanismos / Sabe o homem quase tudo / E supera seus abismos

21- TECNOLOGIA GENÉTICA

A importância da socialização no primado do homem.

Quem sabe ainda se aprenda / Sobre humano primado / A evitar a doença

Da direita para a esquerda, os painéis 19, 20 ,21

22- ROBÓTICA

Cirurgia a distancia por meio de transmissão em realidade virtual – manipulação do paciente através de instrumentação mecânica.

Nos caminhos do universo / O que vive mais ao longe / Fica a salvo em seu universo

23- MEDICINA ALTERNATIVA

O retorno à cura através das ervas, da medicina alternativa e da antiga medicina oriental.

O marco de um novo agora / Vem à luz no firmamento / No encanto que aflora

24- AMBIENTALISMO

A poluição, o desequilíbrio das cadeias naturais e a modificação genética dos alimentos põem em perigo a vida na terra.

Para além da vida inteira / Já que o homem não é ilha / Toda terra á sem fronteira

Da direita para a esquerda, o 24, 23 e 22

Fonte: http://www.ulgheri.it/PUBLICA/MEDICINA.HTM

http://cultetc.com/2018/01/18/hospital-santa-catarina-repleto-de-arte/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *