O avô do cinema 3D: a história do Cine Comodoro

No dia 14 de agosto de 1959 os amantes do cinema em São Paulo ficaram de boca aberta. Pela primeira vez na cidade o avô do cinema 3D era disponibilizado para o público. O palco escolhido para essa exibição foi o Cine Comodoro, que foi fechado em 1997 e ficava na Avenida São João. O filme de estreia foi o “Isto é Cinerama”.

O filme era produzido em grandes tomadas horizontais e gerava imagens que transformavam a experiência do espectador. Era uma sessão de “imersão” no filme. Segundo matéria do Estadão da época: “De súbito a tela se amplia e o impacto é poderoso e impressionante. Na tela côncava, aparece um parque de diversões americano, e nele a mais famosa montanha russa do mundo, a de Rockaway Beach. A imensidão da tela e a vertigem das quedas nos trilhos, provoca certos gritos, principalmente femininos.”.

Cena do filme de estreia “Isto é Cinerama”

A grande inovação tecnológica era a de que o filme era exibido em três projetores (e em três telas) simultaneamente. A novidade foi tão espantosa que centenas de turistas vieram para São Paulo só para conhecer o cinema.

Descrição da “maravilha tecnológica’ do Comodoro

Uma pequena curiosidade fica por conta da estreia dessa tecnologia no Brasil. Como citamos, esse tipo de cinema chegou ao país em 1959, mas em 1952 ela já causava furor nos Estados Unidos. O periódico “Cine Repórter: Semanário Cinematográfico” de 1952 já falava dessa tendência. Entre as principais colocações feitas pela publicação, está a seguinte, transcrita abaixo:

“O “Cinerama”, a resposta em três dimensões da indústria cinematográfica à enorme divulgação da televisão, recebeu entusiástica recepção por parte da crítica e do público: projeta uma imagem tão real que dá ao público a ilusão de estar participando da ação que se desenrola na tela.”.

Vale dizer, também, que na inauguração do Comodoro, com a tecnologia do Cinerama, o presidente da época, JK veio para a solenidade, mas não conseguiu comparecer ao evento. Embora a administração do cinema tenha tentado antecipar a sessão para que ele pudesse comparecer, acabou não acontecendo.

Segundo registros da época, o Cine Comodoro tinha 1.100 poltronas azuis, colocadas de maneira delicada para que as pessoas pudessem aproveitar ao máximo a experiência do cinema. Esse empreendimento fez muito sucesso na cidade, mas assim como outros grandes cinemas de rua, como o Bijou, acabou sofrendo com a degradação do Centro e foi fechado em 23 de março de 1997.

JK chegando a São Paulo em 14 de agosto de 1959
Cine Comodoro em 1959, na sua inauguração
Cine Comodoro em 1959, na sua inauguração

Referências:

Estadão: https://acervo.estadao.com.br/noticias/acervo,avo-do-3d-cinerama-estreou-em-sao-paulo,9202,0.htm

Cine Repórter: Semanário Cinematográfico: http://memoria.bn.br/DocReader/085995/2579

Revista A Cigarra de 1959: http://memoria.bn.br/DocReader/003085/63380

JK não foi à inauguração: http://memoria.bn.br/DocReader/090972_10/49933

Cine Comodoro fechado: https://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq240317.htm

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *